sábado, 8 de novembro de 2008

Nos Braços da Lei

Nos Braços da Lei é um livro que apresenta um estudo que visa contribui para ampliar o escopo das interpretações existentes sobre o cotidiano do sistema penal brasileiro. Foi com base nos relatos dos Agentes de Segurança penitenciarias, integrantes das "turmas de guardas" do Instituto Presídio Hélio Gomes, que a narrativa foi escrita. Esse posicionamento metodológico, além de marcar uma ruptura com a literatura acadêmica tradicional, que privilegiava os relatos dos apenados, também proporcionou a incorporação de uma nova versão a respeito do funcionamento do sistema prisional fluminense e, em especial, do uso extrajudicial da força física nas prisões. É possível que a "violência negociata" seja apenas mais uma dentre as múltiplas análises existentes sobre a temática da violência e do aprisionamento, entretanto, essa constatação em nada diminui a relevância analítica da perspectiva que ora se inaugura. O livro não pretende oferecer uma visão acabada e definitiva dos acontecimentos que se passam nos bastidores das prisões, mas, ao contrário disso, pretende investigar os possíveis leitores e, quem sabe, estimular e atrair futuros pesquisadores para esse campo de estudo. Afinal, no Brasil contemporâneo, urge que se comece a falar sobre o funcionamento das prisões e a questioná-lo.

Anderson Moraes de Castro e Silva, é graduado em história(IFCS/UFRJ), com especialização em História do Brasil Republicano (Centro de Estudos Afro-Asiáticos UCAM) e mestrado em ciências sociais (PPCIS/UERJ). Foi professor do Curso de Teoria da Gestão em Segurança Pública (ISP/NUSEG) e instrutor policial em Direitos Humanos e Humanitários Internacional (CICV). Atualmente é Tecnologista em Propriedade Industrial (INPI) e doutorando em Ciências Sociais (PPCIS/UERJ). Autor do Livro "Nos Braços da Lei".

Um comentário:

Claudio luis disse...

O livro nos Braços da Lei é muito interessante, pois nos mostra a visão do sistema prisional e como o sistema funciona na sociedade carcerária. Anderson foi muito feliz na escolha do tema e nos traz vários apontamentos sobre o assunto.